POESIAS, CULTURA, INFORMAÇÕES E ASSUNTOS C.C.B. BRASIL, MUNDO

Usuário Online

contador de usuários online grátis
25
Ago 11

 

CONCLAMO AOS POETAS E CRÍTICOS LITERÁRIOS A UMA NOVA IDEOLOGIA POÉTICA:

 

 

“IDEOLOGIA HUMANÍSTA”

 


v CRIATURA E CRIADOR

v AMOR AO PRÓXIMO

v VIOLÊNCIA

v DESUMANIDADE

v IRRACIONALIDADE

v IMPUNIDADE

v DIREITOS HUMANOS.

v RESPEITO A VIDA

v FAMÍLIA

v RELIGIÃO



AONDE VAMOS PARAR COM TANTA VIOLÊNCIA?

O HOMEM PERDEU A NOÇÃO DO BOM SENSO E O RESPEITO A VIDA





JUÍZO FINA L II








Por que todos falam de um amor sincero,
Se tudo está perdido nos sentimentos?!
Por que cantam a um amor apaixonado,
Se tudo não passa de uma grande ilusão?!




Tudo está perdido, nada mais escapa!
Destas bestas desumanas, desvairadas.
Juram um amor eterno à alma gêmea.
Comem a carne, bebem o sangue: Vida




Onde está o amor? Propalado mediador:
Entre a vida e a violência: Que desolador
Desconhecem a razão da própria existência.




Para que falar de amor? Se ainda há tempo!
Para o que se havia perdido – no infindo tempo
Por que logo chegará: O justo Juízo – o tempo.












D`Gáudio Procópio

publicado por dgaudioprocopio o Poeta às 06:16

 

CONCLAMO AOS POETAS E CRÍTICOS LITERÁRIOS A UMA NOVA IDEOLOGIA POÉTICA:

 

 

“IDEOLOGIA HUMANÍSTA”

 


v CRIATURA E CRIADOR

v AMOR AO PRÓXIMO

v VIOLÊNCIA

v DESUMANIDADE

v IRRACIONALIDADE

v IMPUNIDADE

v DIREITOS HUMANOS.

v RESPEITO A VIDA

v FAMÍLIA

v RELIGIÃO



AONDE VAMOS PARAR COM TANTA VIOLÊNCIA?

O HOMEM PERDEU A NOÇÃO DO BOM SENSO E O RESPEITO A VIDA





JUÍZO FINA L II








Por que todos falam de um amor sincero,
Se tudo está perdido nos sentimentos?!
Por que cantam a um amor apaixonado,
Se tudo não passa de uma grande ilusão?!




Tudo está perdido, nada mais escapa!
Destas bestas desumanas, desvairadas.
Juram um amor eterno à alma gêmea.
Comem a carne, bebem o sangue: Vida




Onde está o amor? Propalado mediador:
Entre a vida e a violência: Que desolador
Desconhecem a razão da própria existência.




Para que falar de amor? Se ainda há tempo!
Para o que se havia perdido – no infindo tempo
Por que logo chegará: O justo Juízo – o tempo.












D`Gáudio Procópio

publicado por dgaudioprocopio o Poeta às 06:16

Agosto 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

15
17
18
19
20

22
23

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
MAPA MUNDI
MUSICA
LIKE YOU
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO