POESIAS, CULTURA, INFORMAÇÕES E ASSUNTOS C.C.B. BRASIL, MUNDO

30
Jul 13

 

 

 

 

I CONCURSO LITERÁRIO PRELÚDIO

CONTOS E POESIAS

PRÊMIO ASSIS BRASIL

 

Queridos (as) amigos (as) amantes da arte literária, de qualquer vertente, de qualquer fonte, apresentamo-vos o I CONCURSO LITERÁRIO PRELÚDIO de contos e poesias, promovido por nosso grupo de estudos, que ora se faz resistência e busca ser trampolim para novos escritores, cujo intuito é tornar real um sonho até então distante.

Nessa primeira empreitada, decidimos fazer uma justa e singela homenagem àquele que equivale ao mais expressivo nome da literatura feita no Piauí – o piauiense Francisco de Assis Almeida Brasil, autor de extensa e variada obra, sendo: romances, contos, crônicas, novelas, ensaios, antologias. Um dos poucos nessa terra que sobrevive da escrita literária.

Pretendemos assim, que o referido homenageado sirva de inspiração para muitos de nós – escritores anônimos e sem oportunidades – na jornada que se faz árdua, porém, prazerosa: a Literatura.

Sabemos da dificuldade que se faz para a promoção de um evento dessa natureza, principalmente pela ausência de incentivo e apoio de órgãos voltados para a cultura em nosso estado, mas o apreço que nutrimos por essa arte nos faz romper todas essas barreiras.

Assim sendo, tornamos público o I CONCURSO LITERÁRIO PRELÚDIO – PRÊMIO ASSIS BRASIL, na certeza que o objetivo será alcançado: estimular a produção literária piauiense e incentivar a cultura, premiando contos e poesias. Premiação essa simbólica, importando, acima de tudo, que o maior prêmio será a produção literária em pleno desenvolvimento e constância no nosso estado.

 

Prelúdio: novos escritos do Piauí

 

 

Participe!

 

 Baixe o edital aqui

http://www.mediafire.com/download/qnzezrdkkfvb19h/Edital_I_Concurso_Liter%C3%A1rio_PREL%C3%9ADIO.pdf

 

 

publicado por dgaudioprocopio o Poeta às 18:09
tags:

25
Jul 13
JO SOARES/PAPA

 

Dgaudio Procópio Josafá A maior hipocrisia está em ser PAPA. Ou melhor: em querer ser representante de Deus na terra. A maior hipocrisia e heresia está em toda sua história de fundação, a IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA. Nada contra o título, mas sim na apropriação indevida do cristianismo quando na desvirtuação dos primórdios e princípios apostólicos doutrinários em épocas passadas quando desviaram os ensinamentos apostólicos cristãos, matando-os também aos apóstolos, qual a serpente que mata os filhotes para sobreviver, apodera-se da casa já feita expulsando seus titulares para posar de donos. Hipocrisia está em usar da fé e da religião utilizando-se do medo aos incautos para obter o domínio pelo medo, papel muito bem desempenhado pelos bispos, imperadores e reis para se perpetuarem no poder. Dentre tantas outras coisas, recomendo aqui o filme o NOME DA ROSA, o MONGE e CAÇA AS BRUXAS, eles contam em detalhes o que eram no passado. Hipocrisia maior está em não seguirem a bíblia na íntegra, porque a mesma bíblia que fala de Deus, fala também sobre o culto aos ídolos e imagens. Então, como aceitar que o papa abençõe uma imagem de escultura, aqui no caso da estátua de frei Galvão. HIPOCRISIA MAIS ABSURDA ESTÁ EM QUERER SER MEDIDADOR ENTRE DEUS E OS HOMENS, POIS O ÚNICO MEDIADOR É JESUS CRISTO QUE MORREU POR NÓS NA CRUZ. ESSE SIM É O ÚNICO QUE ESTÁ AO LADO DO PAI E INTERCEDE PELO POVO.

 

 

publicado por dgaudioprocopio o Poeta às 18:45

24
Jul 13
DIABO/O DONO DO MUNDO
publicado por dgaudioprocopio o Poeta às 11:54

MEDIADOR/JESUS
publicado por dgaudioprocopio o Poeta às 11:51

23
Jul 13

 

 

 

 O HOMEM E O PORCO

 

 

 

 

 

 

Diferes tu, ó bíceps do quadrúpede porco,

Que por natureza é irracional, mas vivente!

Porquanto vivente tu! Mas racional e porco

E porco racional: bíceps contumaz vivente!

 

Mas, es tão porco quanto um porco de fato,

Que de porco tem tudo, menos tua pureza,

Em quais deverias optar, pelo dito e exato!

Tais atos e exatos definem bem a natureza.

 

 

Diferente porco por estrutura esquelética

No formato da criatura por subsistência

Em tais atos e atitudes duma vida patética

Difere tua alma tétrica em tuas primícias.

 

 

Difere-te em atos vis e imprestáveis ó débil!

Que de muito se espera um pouco do ignóbil

Que pensas, passas e paras: fruto apodrecido,

Resmungando e guinchando num lago fedido.

 

Em que a ti difere do porco, ó insalubre esterco?!

Deitando e fuçando, erguendo e escavando chão

Como dorme o porco, espoja-se o dito canastrão.

Fazes tu com putréficos espasmos de um boneco.

 

                        

Difere-te, ó Ignóbil e desprezível ser irritante!

Pelas tuas entranhas ancestrais por sina herdante.

Em que consiste tua postura racional conflitante

Se és pior que o quadrúpede: um suíno estercante.

   

 

Difere-te ó ser deprimente e putrefante humano

Em que és melhor que o porco? Espectro vivente?

 

 

 

 

 

 

                  D`Gáudio Procópio

publicado por dgaudioprocopio o Poeta às 21:23
tags:

21
Jul 13
publicado por dgaudioprocopio o Poeta às 02:56

Julho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
26
27

28
29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO