POESIAS, CULTURA, INFORMAÇÕES E ASSUNTOS C.C.B. BRASIL, MUNDO

14
Ago 12
ALGO/AMOR/DGAUDIO

 

 

 

ALGO SÚBITO

 

Alguém de repente batera em minha porta

 Não perguntei quem era, mas abri assim mesmo.

 Uma voz se fizera ouvir, triste e melancólica,

 Sem mais delongas abrigo me pedira naquela hora

 Antes que lhe desse uma resposta incômoda

 Minha casa invadira fazendo dela moradia.

 Bem que tentei reprimi-la e deportá-la

 Mas as forças me faltaram e fugiram a cor.

 O jeito foi acomodá-la em um canto diminuto

 Mas vasto e largo era o espaço requerido por ela.

 De novo me furtaram as cores, serenidade e firmeza.

 Senti-me invadido e inútil, sem valor objeto!

 Propusera um acordo de paz e convivência

 Não obtivera resposta plausível em fim.

 Fazer o quê? Em pauta segui meu destino: meu destino!

 Se souberes o que é, me avisem, por favor!

Talvez na encruzilhada da vida eu descubra.

 

 

D`Gáudio Procópio

 

 

 

 

 

publicado por dgaudioprocopio o Poeta às 10:36
tags:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

13

19
21
22
23

26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO