POESIAS, CULTURA, INFORMAÇÕES E ASSUNTOS C.C.B. BRASIL, MUNDO

Usuário Online

contador de usuários online grátis
13
Jun 14

CANGAÇO & CULTURA/

 QUEM ERA MAIS VIOLENTO E CRUEL, O CANGAÇO OU  A SOCIEDADE DA ÉPOCA?

QUEM MATAVA MAIS, OS CANGACEIROS OU A POLÍCIA?

 

LEIA O  TEXTO E PARE NO CORTA CABEÇA E O TEMPO QUE ELAS FICARAM EXPOSTAS AO PÚBLICO?

 

 

 

http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/index.php?option=com_content&view=article&id=542&Itemid=182

 

Semira Adler Vainsencher

Pesquisadora da Fundação Joaquim Nabuco

 pesquisaescolar@fundaj.gov.br  Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

 

 

O banditismo parece ser um fenômeno universal. É difícil encontrar um povo no mundo que não teve (ou tenha) bandidos: indivíduos frios, calculistas, insensíveis à violência e à morte. Sem entrar no mérito das atrocidades cometidas pelos colonizadores portugueses, que escravizaram os negros africanos e quase exterminaram os índios nativos do país, a região Nordeste do Brasil vivenciou um período de quase meio século de violência, especialmente no final da década de 1870, após a grande seca de 1877.

 

 

 

 

publicado por dgaudioprocopio o Poeta às 09:35

09
Jun 14

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por dgaudioprocopio o Poeta às 00:36

08
Jun 14

SÃO RAIMUNDO NONATO-PI SEDIARÁ O IV CONGRESSO NACIONAL DE CANGAÇO

 

O CANGAÇO NO PIAUÍ
SÃO RAIMUNDO NONATO-PI SEDIARÁ O IV CONGRESSO NACIONAL DE CANGAÇO

Em reunião na cidade de Vitória da Conquista – BA, na ocasião do III Congresso Nacional de Cangaço, a Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço decidiu pela cidade de São Raimundo Nonato, no Piauí, como sede do IV Congresso Nacional do Cangaço. O evento deverá ocorrer na última semana do mês de outubro de 2015.

O pesquisador Leandro Fernandes (Teresina-PI), o escritor Marcos Damasceno (Dom Inocêncio-PI), e os professores Wilson Seraine (Teresina-PI) e Vagner Ribeiro (Teresina-PI) fazem parte dessa instituição e buscaram candidatar a cidade piauiense para sediar o congresso, onde disputou com o Rio de Janeiro-RJ e Pau dos Ferros-RN. A cidade festejou a escolha e está de braços abertos para sediar o evento e receber os mais de 500 (quinhentos) pesquisadores e visitantes.

- Algo para comemorar-se, e orgulharmo-nos de nossa terra. A cidade ser escolhida foi algo honroso para nós, e ganhará muito com isso: no campo da pesquisa, da literatura, nos contatos, e isso fomentará a economia. E vamos nos empenhar para honrar com o voto de confiança e com a escolha. (Marcos Damasceno)

- É com muita alegria e entusiasmo que recebo a notícia da escolha de São Raimundo Nonato como sede do nosso IV Congresso Nacional de Cangaço. Mesmo ainda na expectativa da decisão, eu, Wilson Seraine, Marcos Damasceno e Vagner Ribeiro já estávamos em campo conversando com as pessoas. Em São Raimundo Nonato já há expectativa para o evento, e a cidade sente-se honrada em sediá-lo. Desde já agradecemos a confiança e reafirmamos nossa disposição e vontade para fazer acontecer este Congresso, com a participação de todos. (Leandro Fernandes)

- Foi como uma injeção de ânimo na minha nordestinidade. Que honra! Gente pesquisando, produzindo e divulgando toda essa riqueza. Patrimônio material e imaterial que nos apontam um sentido a continuar na busca de nossas raízes. São memórias que compõem a história e nos marcam numa identidade cultural tão necessária a cada comunidade brasileira neste começo de século XXI. (Vagner Ribeiro)

A cidde é sede do Museu do Homem Americano e do Parque Nacional Serra da Capivara. Tem uma visitação turística boa, uma rede de hotelaria boa e expressivas instituições de ensino superior, como a UESPI e a UNIVASF. Os professores e os alunos serão nossa força maior. São Raimundo Nonato tem vários auditórios bons, inclusive já sediou o Congresso Internacional de Arqueologia, com a presença de mais de 1.000 pesquisadores do mundo todo. Professores renomados como Guilherme MedeirosIvete NeryDamiana Crivellare e Déborah Gonçalves serão convidados para a comissão. Contaremos com pessoas que têm experiência em eventos, como Jussara BaiãoMarta BaiãoSocorro Macêdo, dentre outras.

Fonte: Leandro Fernandes/Marcos Damasceno/Vagner Ribeiro

http://www.sbecbr.com/2013/10/sao-raimundo-nonato-pi-sediara-o-iv.html?showComment=1402217447776#c2425334392664392263

 

publicado por dgaudioprocopio o Poeta às 10:00

04
Jun 14
SALIPI 2014


Após a compra do livro Catanã o leitor e agora meu amigo maestro Rocha Sousa chamou-me para um conversa entre autor e leitor o que me deixou emocionado, nessa conversa falamos sobre cangaço, pesquisa e seu trabalho que está fazendo sobre a história da música no Piaui, um resgate histórico que irá se transformar em livro em breve
publicado por dgaudioprocopio o Poeta às 08:40

03
Jun 14
LAMPIÃO NO PIAUÍ

LAMPIÃO NO PIAUÍ

 

A escritora e doutora em Ciências Políticas, Isabel Lustosa, lançou recentemente, o livro, “De Olho em Lampião – Violência e Esperteza”, que retrata a um dos feitos de Lampião em 1927, acontecido no Piauí.

 

 

 

publicado por dgaudioprocopio o Poeta às 14:15

01
Jun 14
COMPRE O LIVRO CATANÃ PELA INTERNET/CLICK NO LINK http://www.entrelivroslivraria.com.br/buscar?q=catan%C3%A3



COMPRE O LIVRO CATANàPELA INTERNET, CLICK NO LINK


publicado por dgaudioprocopio o Poeta às 02:15

28
Mai 14

                                      

COMO DEFINIR UM CANGACEIRO/CATANÃ/CANGACEIROS

                                                                                                

 

                                                                                                 

COMO DEFINIR UM CANGACEIRO?

QUAIS AS CARACTERÍSTICAS TÍPICAS?

 

 

As características que definem um cangaceiro e que enquadram uma pessoa nesse grupo de revolucionários que assolou o Nordeste brasileiro no fim do século XIX e início do século XX com suas ações de violências e luta por uma causa revolucionária que tinha como base de sustentação: justiça, vingança, luta pela posse de terras desemprego, escassez de alimentos e principalmente pela falta de cidadania a que eram submetidos os lavradores e menos favorecidos de bens materiais os quais eram obrigados a subjugarem-se aos poderosos e coronéis, ricos latifundiários que mandavam e desmandavam no sertão.

 

 

publicado por dgaudioprocopio o Poeta às 16:59

21
Mai 14
CATANÃ VIDA E  MORTE

SINOPSE DE CATANÃ

 

REMANESCENTE DO CANGAÇO

 

 

O MAIOR PISTOLEIRO DEPOIS

DE LAMPIÃO:

 

O ÚLTIMO CANGACEIRO

 

 

Catanã foi o maior pistoleiro do nordeste depois de Lampião, é o que podemos dizer de: o ultimo cangaceiro! Sua coragem e ousadia não tinham limites. Ele desafiou a polícia, afrontou tropas da volante, enfrentou grupos de pistoleiros. Ele batia de frente com o perigo. Não tinha medo de nada. Em sua estadia na Paraíba e região do sertão nordestino, por diversas vezes ele confrontou-se com grupo de cangaceiros que pretendiam mata-lo. Catanã ia em busca do perigo. Tanto que ele chegou a trocar tiros com um oficial de polícia dentro da cidade do Crato no Ceará, chegando a matar um tenente.  Invadiu o quartel de polícia em Macau no Rio Grande do Norte para matar um soldado. E conseguiu efetuar a execução. Matou o policial a luz do dia e conseguiu fugir ileso trocando tiros com a guarda policial. Catanã conseguia vencer muitas batalhas somente pelo medo. Os policiais tinham medo dele. Tremiam só em ouvirem falar no nome de Catanã.

Durante essa fuga em Macal, só alguns policiais conseguiam efetuar disparos contra ele.

 

Isso por que muitos ficaram paralisados pelo medo. Afinal não é todo mundo que invade um quartel de policia sozinho para matar alguém lá dentro! Esse feito não é para qualquer um! E Catanã fez isso! Mas, diga-se de passagem: ele já estava cansado da vida de crimes que levava. Por isso ele não tinha interesse e não fez nenhum esforço para fugir. Até mesmo porque, segundo apuramos em nossas pesquisas a prisão era para ele uma casa. Como se fosse seu último refúgio. Tanto lhe dava segurança protegendo-lhe contra possíveis ataques de pistoleiros como também lhe permitia certa liberdade, Comodidade! E os próprios policiais que o temiam lhe protegiam. Ele fizera grandes amizades entre os militares que compunham sua guarda. A maioria temia demasiadamente o Catanã. E eles tinham ordem de não molestarem-no, ou seja: não podiam atirar ou feri-lo. Era ordem do comando geral.

 

 

 

 

            D`Gáudio Procópio

publicado por dgaudioprocopio o Poeta às 18:44

Agosto 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

MAPA MUNDI
MUSICA
LIKE YOU
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO